VOCÊ SE PREOCUPA DEMAIS COM O QUE OS OUTROS PENSAM?


O que os outros pensam! Porque nos preocupamos tanto com o que os outros pensam? Obviamente que as razões podem ser variadas, mas de qualquer forma pode ser bom se preocupar. Se preocupar com que os outros pensam significa que você é uma pessoa sensível e empática e quer tanto o melhor para você quanto para as pessoas à sua volta e isso é realmente uma qualidade admiradora.

Agora o lado ruim é quando essa preocupação começa a te atrapalhar, atrapalhar sua vida, atrapalhar a sua equitação.E isso não é legal porque na maioria das vezes a nossa percepção do que as pessoas pensam sobre nós é algo que está na nossa imaginação que provavelmente não corresponde a realidade.Todos nós fazemos isso e não importa qual a razão que está por traz disso. E muitas vezes nos importamos e até sofremos com a opinião dos outros, mesmo que eles sejam totais estranhos.

Todos nós temos opiniões pré concebidas e pré imaginadas sobre as outras pessoas e essas opiniões são baseadas nos nossos pensamentos, nas nossas percepções e também no modo como achamos que os outros nos enxergam.E aí é que mora o perigo, no nosso preconceito e na nossa pré imaginação sobre o que os outros estão pensando. Muitas vezes deixamos, ou nem começamos a fazer as coisas baseado em uma realidade que nem existe e que nunca existiu, que pode estar apenas na imaginação de alguém.

Isso é muito louco mas não deixa de ser verdade, muitas vezes a gente se atrapalha ou deixa passar oportunidades reais por se preocupar com que os outros vão pensar.

 Então vamos ao que interessa, como não se preocupar com o que os outros pensam?

1- Desenvolva o seu círculo ideal

As vezes é importante se preocupar com o que os outros estão falando mas temos que ter certeza que essas opiniões sejam de pessoas que a gente respeita, que a gente confia. É bom e necessário ter pessoas com opiniões confiáveis à sua volta para te dar perspectiva, para te dar apoio e também para te dar pequenos empurrões quando você mais precisa. Geralmente são essas pessoas que nos aplaudem e nos amam. E são essas pessoas que eu vou me referir a partir de agora e que devem fazer parte do seu círculo ideal.

383085_2560395323417_1060066115_2814896_80991942_n

Então pegue um papel e caneta para fazer a lista preliminar dos participantes do seu círculo ideal. E se achar que é válido, indique as razões pelas quais elas são merecedoras de estarem no seu círculo ideal.

Desenvolver e reconhecer o seu próprio circulo ideal é uma parte importante no processo de filtragem, pois permite que você peneire de forma consciente as opiniões daquelas pessoas às quais você está lidando. Reflita se vale a pena gastar o seu tempo com essas opiniões, se essas pessoas são dignas da sua consideração.

2- Delete

delete-button

Instale um botão, vermelho e bem grande, de deletar na sua mente. Ou você também pode ter uma interpretação mais criativa. Não importa como seu botão vai parecer, mas o mais importante é que você reconheça isso e que você instale ele na sua mente. E a partir de agora quando você reconhecer algo que não deseja é só você apertar o botão delete. Simplesmente delete da sua mente, remova do seu disco rígido. E se precisar faça isso repetidamente! E em seguida substitua esse espaço vazio com a visão do que você quer, pois se você deixar um espaço em branco, um vácuo na sua mente, ele será preenchido automaticamente com outros pensamento. E para que não seja preenchido com pensamentos negativos ocupe esse espaço focando naquilo que você realmente quer ao invés de focar naquilo que você quer evitar.

Leve algum tempo pensando na sua visão ou em alguns cenários positivos que você pode usar para substituir por todos os pensamentos negativos indesejáveis que surgirem

3 – O que os outros pensam sobre você não é da sua conta

Saber o que as pessoas pensam de você não é da sua conta. Não cabe as outras pessoas acreditarem em seus sonhos. Esse é o seu trabalho. Você não precisa da validação ou permissão dos outros para seguir em frente. Só você é o guardião do que você quer pra sua vida, como você deseja se comportar e o que você quer alcançar e fazer.

Não perca seu tempo pensando sobre o que as outras pessoas pensam de você, pois além dos pensamentos delas estarem completamente fora do seu controle, é impossível fazer com que todos gostem de você ou te aprovem.Cada um enxerga o mundo através do seu próprio filtro. E esse filtro tem como resultado todas as experiências passadas, ações e ambiente em que elas vivem. Portanto relevar é a chave para libertação ao invés de ficar se preocupando com a negatividade dos outros.

captura-de-tela-2016-10-10-as-22-33-52

Deixe as pessoas gostarem de você não pelo o que você está tentando ser, mas pelo o que você realmente é. E se elas não gostarem, problema delas! Não é seu trabalho fazer com que todos gostem de você, o seu trabalho é viver a sua vida e sonhos com a alma e com propósito.

4- Assuma total responsabilidade pelas suas escolhas

Reconheça que a opinião das outras pessoas são baseadas na suas vidas, nas suas experiências e na percepção do que é certo para elas.Confie no seu próprio extinto. Faça suas próprias decisões, assuma total responsabilidade mesmo que as coisas não saiam da maneira que você quer.

5- Avalie qual a pior coisa que pode acontecer

Qual seria a pior coisa que pode acontecer se você realmente der significado ao que as outras pessoas podem estar pensando? Nós gastamos muito tempo preocupado com a opinião dos outros, quando normalmente a pior coisa que pode acontecer é: realmente nada, ou nada de tão ruim.

Pode ser que você faça coisas que não vão ao encontro da expectativa de outras pessoas, mas deixe para lá. Quando você fica constantemente preocupado sobre o que os outros estão pensando, você deixa de se preocupar com a única coisa a qual você tem controle, aquilo que você está fazendo ou quer fazer.

Vamos ver algumas dicas que vão te ajudar a recuperar a sua liberdade.

  • Analise por que você faz o que faz

captura-de-tela-2016-10-10-as-22-40-56

Saiba claramente por que você monta. Por que você escolheu competir, se isso é relevante pra você, por que você treina da maneira que treina, etc.. Saber por que é muito importante para te permitir ficar sempre firme em face as oposições. E também permite que você filtre as informações e as ações que reforçam ou te afastam do seu propósito.Entender os seus por quês te dá um senso de validação interno, e você não precisa ficar se explicando ou se preocupando com a opinião dos outros.

  • Seja VOCÊ o seu cavaleiro ideal

Se você não se sente alinhado com quem você realmente é o com o que você realmente quer, um bom exercício é esclarecer quais são os seus valores e como eles são alimentados pela sua identidade.Essencialmente o que você escolhe fazer ou o que você escolhe evitar é determinado pelos seus atuais valores.

Quais tipos de valores você precisa cultivar para ser o tipo de cavaleiro que você quer ser? Como esse cavaleiro pensa, como ele se comporta, quais os tipo de expectativas que você acha que ele tem, como ele vê os desafios, como ele enxerga o sucesso?

Determine os seus valores e forme um sentido claro de identidade em volta deles, e em seguida se coloque nesse papel. Assuma esse papel, seja você essa pessoa agora. Qual é o tipo de postura, de fala, de ações, de uma pessoa que você acredita que viva com esses valores?

  • Acredite e aja

Agora que você identificou o seus valores é hora de você ter atitude e agir. Não espere pelo momento perfeito para agir. Agende aquela aula, entre naquela competição, converse com pessoas que podem te ajudar…. Seja claro sobre o que você quer e imediatamente siga o os passos nessa direção. Tome as ações baseadas no que você acredita, no que seja certo pra você, e não baseado no que as outros pessoas pensam.